f Adeus, verde.: A verdade desse lado

26 de ago de 2014

A verdade desse lado

Quando soube que iria viajar para Roraima, a primeira coisa que fiz foi abrir o nosso amigo Google e puxar toda a ficha desse lugar que tanto diziam ser o fim do mundo. Pesquisei comidas tipicas, bares e baladas, índice de violência, de atropelamento, de homicídio, até de natalidade... Entrei nas redes sociais de vários Roraimenses para olhar as fotos e descobrir como se vestiam, que aparência tinham, e se realmente ainda usavam penacho.



Embarquei
sabendo de todas aquelas informações que o Wikipédia "caga" em sua página, com todas aquelas estatísticas duras e impessoais que são geradas por quem conheceu a cidade apenas pelos livros e noticiários, sem ter a vivência do lugar.





Eles não usam penacho.
Aliás, até agora, vi tantos índios quanto vejo em Porto Alegre. Quanto ao índice de violência, ainda podemos dirigir na madrugada até uma praça bem iluminada, abrir as portas do carro, colocar um som e ficar de pernas pro ar olhando o céu e as milhares de estrelas. Falar nisso, não lembro de ter visto um céu tão lindo e gigantesco como aqui. Sobre as comidas tipicas: engordei quatro quilos.



Conheci gente feliz e hospitaleira, que sabe receber como poucos. Um povo gentil querendo mostrar as belezas de onde vive. 
Em se tratando de beleza, o Rio Branco e as cachoeiras próximas daqui falam por mim, falam por si. Trocar as grandes construções, os prédios enormes por toda essa paisagem só me fez bem, só me aproximou do aquietar de alma que eu tanto buscava.
















E é por tudo isso que esses mais de cinco mil quilômetros percorridos valeram a pena, sem dúvida, valeram. 

2 comentários:

  1. Aiiiiiii que delícia filhote. Mesmo com toda a saudade que sinto de você, estou muito feliz com mais essa realização sua, e que venham muitas mais!!! Aproveita cada minuto junto dessa natureza exuberante e desse povo hospitaleiro.

    ResponderExcluir
  2. Lindo demais! Saber que você está encantado com apenas 5% do que podemos oferecer é mágico. Desejo apenas que sua estadia aqui seja iluminada e que você leve consigo a brisa suave e quente de Roraima e em seu coração nossos sorrisos. Eu quero que você seja muito feliz! SEMPRE! Beijos macuxis com gosto de damurida :*

    ResponderExcluir