f Adeus, verde.: Chegou a hora

4 de nov de 2013

Chegou a hora


Chegou a hora de revirar as gavetas, chegou a hora de colocar tudo para fora, de rasgar o desnecessário, de reler algumas coisas, de separar o que ainda considero importante. Chegou a hora de abrir os armários, de jogar minhas roupas em cima da cama, de sumir com algumas peças, de rasgar outras, de reaproveitar o que ainda me agrada, chegou a hora de olhar para o que eu visto, quero conforto, quero cores claras, quero roupas novas. Chegou a hora de mexer nas prateleiras, de organizar meus livros, de coloca-los por tamanhos, por cores, por autores, por ordem alfabética, ou organiza-los da maneira que eu ache mais bonito, sem uma regra, sem uma ordem definida, chegou a hora de ler novos títulos, de viver novas histórias, vou passar livros para frente, entrega-los para pessoas importantes pra mim, que mereçam a leitura. Chegou a hora de trocar a cama de lugar, de mudar os lençóis, os travesseiros, chegou a hora de trocar a foto de cabeceira, de mudar as fotos da parede, de rasgar ou queimar carinhosamente aquelas fotos que hoje não significam mais nada pra mim.
Chegou a hora de fazer uma limpa, de tirar sacolas e sacolas de lixo, de papéis amarelados, de bulas de remédios, de cartinhas escritas por ex amores, de cartas não enviadas, de boletos e contas que eu nunca vou pagar, ou que já paguei, de pulseiras de festas, de chaves antigas, que abriam portas mais antigas ainda, de esqueiros que não acendem, de rolhas que um dia pertenceram a vinhos abertos, que regaram momentos especiais que hoje estão fechados, ultrapassados. É hora de apagar telefones, de eliminar agendas, de comprar uma nova agenda, de dar mais espaço na memória do meu celular. Está na hora de trocar de chinelo, de mudar o shampoo, de mudar o caminho, de mudar o passo, está na hora de comprar flores, amarelas, vermelhas, coloridas, vivas. Chegou a hora de me alimentar melhor, de beber mais água, de sair para caminhar, para correr, e não vou esquecer de respirar.
Está na hora de arremangar as mangas, de fazer poeira, de pintar minha parede, de fazer novos furos nela, de escolher almofadas, de tirar novas fotos, com novas pessoas, em outros lugares, está na hora de abrir novos vinhos, em novos momentos, está na hora de escrever mais cartas, e não esquecer de envia-las, chegou a hora de gerar mais boletos, de coisas necessárias, que me façam sorrir. Chegou a hora de sorrir, de ser contente, de fazer aquela ligação que adiei, aquela visita que protelei, chegou a hora de abraçar aquele alguém, de beijar aquela pessoa na boca, de dormir junto, de acordar junto, de fazer amor até cansar, de falar até cansar, de abrir mais uma garrafa de vinho, de guardar a rolha, de guardar aquele momento. Chegou a minha hora, chegou a hora de virar tudo de cabeça pra baixo, e reorganizar, de começar de novo, de zerar o placar, de morrer na praia para renascer em outro lugar, de dar um restart, um upgrade, de abandonar, deixar para trás, de fechar algumas portas, de construir outras saídas. Chegou a hora de eu fazer minhas malas, de comprar minha passagem, de atravessar as cidades, os oceanos, eu sei que chegou a minha hora, hora de chegar, hora de viver, hora de conviver.

Sabemos quando chega a nossa hora, quando somos picados pelo bichinho da mudança, quando somos empurrados do nosso mundinho, todo "organizado", todo montado, decorado, todo ultrapassado, chega uma hora que o passado quer soltar tua mão, que o seu futuro, unido ao seu presente gritam por você, berram seu nome desesperados, chega uma hora que você tem que ouvir, que você tem que dar aquele passo, chega uma hora que as coisas não te cabem mais, de camisetas a pessoas, de livros a sentimentos, chega uma hora que você fica muito grande para ocupar o mesmo espaço que antes, quando acontece isso você tem que ir para outro lugar, que te comporte melhor, que te devolva teu conforto, teu bem estar. Chegou nosso melhor momento, onde fazemos do céu o nosso teto, do sol a nossa luminária, das estrelas as nossas confidentes, da lua o nosso amor, e da vida o nosso melhor caminho.

6 comentários:

  1. Muito feliz por vc coisa fofa. Vc eh um homem lindo. Qq dia apareço ai pra te dar um abraço e o bj eh claro. Desculpe a ousadia rsrs.

    ResponderExcluir
  2. ISSO AÍ MEU AMADO,CHEGOU A TUA HORA...FAZ ISSO TUDO QUE DISSESTES,E SEJA FELIZ SEMPRE.BJSS,TE AMO.Lalinha.

    ResponderExcluir
  3. Texto com sensação de brisa no rosto... lindo, lindo, lindo! Que os dias que estão por vir sejam todos assim! Beijos

    ResponderExcluir
  4. Nossa,nossa! que lindas palavras Felipe Mendes!
    Morra na praia e nasce onde você quiser,faça mesmo da vida o seu melhor caminho,porque de força,fé e coragem seu coração transborda...Hoje vc conhecerá o seu eu e terás orgulho de quem és.Um beijo enorme dentro deste coração lindo!!
    Gui.

    ResponderExcluir
  5. Olá Felipe desejo q tudo corra bem pra vc e q se recupere. Terei q me ausentar por um tempo mais procurarei saber de vc meu querido e lindo amigo. Bj/Ro/SP

    ResponderExcluir
  6. Olá Fe, voltei para saber de vc. Correu tb nesta semana, mande notícias tá.
    Bj Ro/SP

    ResponderExcluir