f Adeus, verde.: Ela Invadiu

9 de out de 2013

Ela Invadiu


Hoje estou com Saudade. Aquela Saudade que vem do nada, mas que toma conta de tudo, aquela Saudade que invade a tua casa, que senta no teu sofá, que se aconchega no meio dos teus lençóis, que insiste em tirar um cochilo na sua cama, te impedindo de dormir, de conseguir fechar os olhos. Aquela Saudade que te encara de frente, que acende aquele cigarro fedorento, impregnando todo quarto, as cortinas, as almofadas, tuas roupas, absolutamente tudo, tudo fica com aquele cheiro, cheiro de saudade, de falta.
Não tem o que fazer, não adianta fechar a porta, as janelas, nada impede da Saudade entrar, e se instalar, nada impede da Saudade chegar cheia de malas, e te dizer que veio ficar, por algum tempo, o quanto ela precisar, você não pode impedir, não adianta gritar, tentar expulsar, nada vai adiantar, você tem que receber a Saudade muito bem, pra ela não se zangar.
A Saudade vai tirar da mala muitas fotos, muitas lembranças, a Saudade está ali para te mostrar como você era feliz, como você era diferente, como aquele momento faz falta, como aquele alguém te falta, a Saudade não tem limites, ela chega e troca a sua decoração, espalha as fotos pela casa, pra quando você olhar para cada canto, você lembrar dela, da Saudade, da Saudade de alguma coisa, Saudade sua, Saudade de alguém. Simplesmente, Saudade. Ela vai beber no seu copo, vai abrir sua geladeira, vai te deixar sem fome, ela vai usar suas toalhas, abrir seus armários, revirar suas gavetas, as do guarda-roupa, e as internas.
A Saudade toma espaço, quer tua atenção, te interrompe no meio de uma leitura, faz você baixar o som da televisão, acorda te assoprando o ouvido, enfim, ela só quer sua atenção. Saudade é sempre assim.
Mas, uma hora você consegue dormir, consegue até sonhar coisas boas, coisas lindas, e quando você abre os olhos, a janela está aberta, a sua decoração voltou ao normal, não existe sequer uma foto espalhada em qualquer canto da casa, a casa está vazia, silenciosa, nem sinal da Saudade. Ela juntou todas as fotos, guardou todas as lembranças dentro da mala novamente, e saiu de fininho no meio da madrugada, deixou você sozinho, dormindo, sonhando, e foi embora, deixando para trás apenas um bilhete, grudado com um imã no meio da sua geladeira, onde dizia: "Cansei de ficar aqui, resolvi partir. Mas, eu volto, sem avisar, sem data marcada, mas eu volto. E, você ainda vai aprender a conviver comigo. Um abraço apertado. Assi: Saudade." Você sorri, e volta correndo para sua vida, sem pensar, nem por um minuto sequer, como vai ser quando ela voltar. Isso não te importa mais, você tem muito o que viver até lá. Aproveite.

19 comentários:

  1. Tbm estou me sentindo assim hj, mas enfim, temos que continuar, mesmo com essa saudade insistindo em nos machucar...um grd beijo, fica com Deus.

    ResponderExcluir
  2. Lindo, ameiiiiii!!! Saudade!!!! Grande beijo!

    ResponderExcluir
  3. Há momentos na vida q temos q padsar por isto, e dar vlr as pequenas coisas. Vc Felipe tem colocado vida em suas palavras Deus seja contigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus está conosco. Muito obrigado, Rosangela

      Excluir
  4. Ameiii!!! Espero um livro teu....... Tu escreve muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amandinhaaaa, adoro você por aqui. Pode deixar, se rolar o teu é de graça

      Excluir
  5. Lindo texto anjo! Como sempre .... É muito interessante teus textos querido, porq sempre eles tem a ver com o que eu tô vivendo.. Eu tive que tomar uma decisão muito importante na minha vida e esse decisão me machuca muito.. E a saudade agora é minha companheira inseparável.. Eu tô tentando seguir em frente, tá difícil mas Deus tá comigo! Aliás, com a gente! Você é o anjo enviado pelo o Senhor! Te adoro demais! Beijiinhos no seu coraçãozinho meu escritor favorito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kercia, queridona. Obrigado pelo carinho e pelas tuas palavras.
      Deus está contigo com certeza, e vai fazer as coisas se ajeitarem pra você. Confia sempre.
      Um grandeee beijo

      Excluir
  6. E não é que eu já estava com saudade? Pois é, basta um dia sem te visitar, e eu já sinto saudade! Adorei essa texto da Dona Intrometida! Dona Saudade Intrometida, esse é o nome completo dela. Quase sempre ela é assim ousada, indócil, apressada, indelicada. Ah, deixa estar! No dia em que ela encontar o Sr. Tempo, (aquele mesmo a quem você se referiu anteriormente), ela aprenderá a ser suave, meiga e dócil e ... imagine! vai até pedir licença pra chegar .... hahahaha Brincadeiras à parte, embarquei direitinho nessa onda deliciosa que é você escrevendo, porque é simplesmente contagiante! Um beijo enooorme!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E tu acredita que também estava com saudade. E, que pensei em você ontem antes de dormir, pensei "Onde anda a Ildete." Que bom que está aqui!!! hahaha. Um beijo enorme pra vc também, querida. Te adorooo

      Excluir
  7. POIS É....SENTIMOS SAUDADES DE TANTAS PESSOAS,COISAS,LUGARES,CHEIROS....ENFIM SAUDADES DE TUDO,DE TODOS!!!!!AGORA....SÓ ESPERANDO TEU LIVRO,QUE EM BREVE VAIS ESCREVER.COMO SEMPRE,MEU ANJO AMADO...TEUS TEXTOS,ME TOCAM DEMAIS.TE AMO,BEIJOS NO TEU CORAÇÃO!!!!Lalinha.

    ResponderExcluir
  8. Quem nunca sentiu saudades nada viveu da vida...........bjos

    ResponderExcluir
  9. Onde Anda Você
    Vinicius de Moraes

    E por falar em saudade onde anda você
    Onde andam seus olhos que a gente não vê
    Onde anda esse corpo
    Que me deixou morto de tanto prazer
    E por falar em beleza onde anda a canção
    Que se ouvia na noite dos bares de então
    Onde a gente ficava,onde a gente se amava
    Em total solidão
    Hoje eu saio na noite vazia
    Numa boemia sem razão de ser
    Na rotina dos bares,que apesar dos pesares,
    Me trazem você
    E por falar em paixão, em razão de viver,
    Você bem que podia me aparecer
    Nesses mesmos lugares, na noite, nos bares
    Onde anda você?

    ResponderExcluir
  10. Ler seu texto num dia em que a saudade resolveu me visitar é quase a confirmação de que devo reconsiderar muito que imaginei ter esquecido, não esquecidooo... mas que passaram a ser apenas boas recordações. Obrigada pela emoção que me causou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz, Vall. Seja muito bem vinda aqui, espero que goste e se identifique com outros textos. Muito obrigado

      Excluir