f Adeus, verde.: A Carta de Uma Criança

12 de out de 2013

A Carta de Uma Criança


Oi, tudo bem? Me chamo João Felipe Mendes, e tenho 10 anos. Escrevo essa cartinha para o João Felipe Mendes, de 22 anos. Então, 12 anos separam a gente, apesar de sermos o mesmo, eu não tenho ideia quem é esse João Felipe que está lendo essa carta agora, eu acredito que você continua sendo muito parecido comigo, não acredito que a gente possa mudar tanto, eu já sei direitinho o que eu quero da minha vida, e de como ela vai ser. Tenho muitos sonhos para nós, e eu sou muito feliz sabia? vou te contar um pouco de mim;
Eu moro em um prédio bem divertido, aqui tem muitas crianças, bastante mesmo, sabe? todas com as idades parecidas, a gente adora brincar, todos juntos, antes de vim escrever essa carta, eu estava lá na rua com todos eles, a gente brinca de monte de coisa, de pega-pega, de esconde-esconde, de policia e ladrão, de orfanato, a gente imita umas cenas de novela, a gente brinca de escolinha também, de banco, de restaurante, de tudo que é coisa mesmo, eu sou bem criativo, invento várias brincadeiras, e organizo todas as festas aqui do prédio, até os adultos participam.
Eu e você temos um monte de irmãos, já deve saber disso, eu sou o caçula, nasci por último, antes de mim teve 5, é bastante, né? Eu tenho um quarto cheio de brinquedos aqui, mas eu vou te contar um segredo, eu ainda durmo na cama da nossa Vó, junto com ela, eu gosto de ficar cheirando a mão dela para conseguir dormir. Nossa Mãe trabalha bastante, mas ela é muito carinhosa, nós dá muito amor, e não deixa faltar nada pra gente, você já sabe que não conhecemos nosso Pai, né? Ele morreu muito jovem, eu e você só tinha um pouco mais de 1 ano, eu era bem bebezinho, não consigo lembrar de nada, e ainda não entendo muito bem como foi a morte dele, mas, eu percebo que ele faz muita falta por aqui, todos meus irmãos amavam muito ele, e ainda falam muito nele, sempre com lágrimas nos olhos, a nossa Mãe era muito apaixonada por ele, deve ter doído, eu só escuto dizer que ele era um cara com o coração muito bom, que ele era um grande sonhador, e que amava muito todos os filhos. Eu sinto um pouco de falta dele, não entendo porque ele não está aqui, porque ele não esperou eu crescer, será que você já entende?
Como eu te disse, eu tenho muitos sonhos para nós dois, mas eu ainda sou criança, e preciso ter a tua idade para conseguir realizar algumas coisas, to ansioso pra ser você, mas ao mesmo tempo eu gosto de ser eu, gosto muito de tudo que eu tenho aqui, a vida é muita simples, né? Adoro viver, adoro aprender, todo dia eu aprendo uma coisa diferente, e não é só na escola, não. Fico escutando os adultos conversarem, acho engraçado, presto atenção em tudo, escuto um monte de palavras que eu não conheço direito, e não entendo também porque as conversas deles são tão complicadas, as vezes vejo até eles chorarem, dizem que são problemas. Você já teve problemas? quer dizer, a gente já teve algum problema? fico curioso para saber o que você fez da minha vida, ou melhor, da nossa vida, espero que a gente tenha aproveitado muito, tenha sido muito feliz, e quero que todos os meus amigos de hoje, sejam teus, sério, eles são muitos legais, a gente é verdadeiro um com o outro. Adoro gente verdadeira, você também gosta, né?
Bom, eu tenho que encerrar essa carta, é que hoje é dia da criança, e eu to apressado para saber o que eu ganhei, todo ano a mãe diz que não vai me dar nada, mas ela sempre dá, será que você ainda recebe presente nesse dia? É muito divertido, depois que eu abro o presente, eu vou lá para rua mostrar pra todo mundo o que eu ganhei, todas as crianças daqui fazem isso.
Antes de ir, eu queria te dizer, que eu torço muito pela gente, que eu tento fazer tudo certinho agora, e espero que você também tenha tentado, eu só desejo que quando você estiver lendo essa carta, independente do momento que você esteja vivendo, eu quero te pedir para que não perca esse nosso sorriso, essa nossa alegria de viver, e esse nosso amor tão grande pelas pessoas, espero que você tenha encontrado no caminho pessoas boas, e honestas, em que a gente possa confiar de olhos fechados, espero que você continue amando muito a sua família.
Felipe, eu espero que a gente seja muito forte.
Feliz dia da criança, pois eu tenho certeza que eu ainda existo dentro de você.
Eu te amo.

Ps: Eu ganhei um jogo, Passa ou repassa, é do Gugu, bem legal. E, você, ganhou o que?

21 comentários:

  1. FELIPE!!!!QUASE NEM CONSEGUIA LER,AS LÁGRIMAS ROLANDO PELO ROSTO....LEMBRANDO DE TANTAS COISAS DA TUA INFANCIA...DO TEU PAI(NAURECA).QUE TEXTO LINDO....VERDADEIRO!!!AH!!!QUE BOM QUE AQUELE FELIPE,ESTA MAIS VIVO DO QUE NUNCA,NESSE FELIPE DE HOJE.MADURO,ESPIRITUALIZADO,FORTALECIDO NA FÉ.PASSARIA A TARDE AQUI,DESCREVENDO TANTAS COISAS...MAS,OBRIGADA...POR ME FAZER PENSAR MAIS NAS COISAS QUE TENHO HOJE.COM CERTEZA MEU ANJO...SOMOS MELHORES HOJE DO QUE ONTEM!!!BJSS NO TEU CORAÇÃO,FELIZ DIA DA CRIANÇA,E QUE ESSA CRIANÇA PERMANEÇA SEMPRE VIVA NESSE FELIPE MADURO.Lalinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tempo bom, mesmo, Lala. Que bom que gostou do texto, e acessou tuas lembranças

      Excluir
  2. Simplesmente adorei!!!!!! ''sou bem criativo, invento várias brincadeiras, e organizo todas as festas.'' Porque tão tu??? Hahahahahahahah

    ResponderExcluir
  3. ai amei, so quem viveu sabe o quao especial foi nossa vida!! te amo / Louise

    ResponderExcluir
  4. Carambaa!!!!Eu chorei e ainda estou chorando...Não tenho palavras pra definir tua carta, simplesmente maravilhosa. Parabéns pela criança que ainda vive em você, nunca perca essa essência! beijo nessa tua alma de criança!

    Obs. Só agora pude deixar meu comentário, esses dias estava travado. bjooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha se emocionado com o texto. E, brigado Rosangela por estar sempre aqui comigo

      Excluir
  5. Amado , novamente me tocou o coração , as lembranças são incríveis Neno, tu pequenininho nossa que saudades, e logo as lágrimas vieram e molharam o rosto a camisa, cara tu não sabes o quanto eu te amo, e talvez eu nunca tivesse te dito isso, então faço agora de público, para uqe fique registrado nos anais dessa história linda de vida que estás escrevendo. Bjus do dindo

    ResponderExcluir
  6. Mano, desculpa mas não consigo escrever... não consigo para de chora, mta saudadeeeeeee, te amooooo

    ResponderExcluir
  7. É emoção pura, Felipe! Quase vc acaba comigo! Mas, vou escrever assim mesmo: comentário molhadinho de lágrimas ... Não me canso de dizer que vc é especial e iluminado!Hj assim que acordei fui acordar minhas "crianças" com um beijo, lembrando a folia que eles faziam com os brinquedos quando eram pequenos, do mesmo jeitinho que vc relatou ... Lindo, lindo! bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ildete, querida. Que bom que você gostou, e se emocionou.
      Feliz dia para seus filhos, já crescidos hahaha. Um beijão

      Excluir
  8. Ler esta me fez chorar, mas não de tristeza e sim de grande emoção. Senti Deus nas palavras inocentes deste pequeno e me lembrei de um filme que assisti recentemente: Cartas para Deus. Tudo que ele te contou é muito parecido com que menino do filme contava pra Deus, ele também tinha a mesma consciência que vocês dois e soube viver com as limitações que a doença trouxe com mais fé que todos que o rodeava. Admiro muito vocês dois!
    Boa noite meu querido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por causa sua, aluguei o Filme, vou assistir agorinha, hahah Obrigado, Vall

      Excluir
  9. Nossa Felipe o q são estas palavras q me fizeram doer a alma?

    ResponderExcluir
  10. O filme não mesmo muito lindo meu querido?

    ResponderExcluir
  11. Lindo João!!
    Beijos Pri Prudente

    ResponderExcluir
  12. lindo texto Felipe.... eu tive o privilégio de conviver com o teu pai, ele era muito legal....bjs

    ResponderExcluir